Saiba tudo sobre a impotência sexual.

Neste post vamos falar sobre a tão temida impotência sexual ou também conhecida como disfunção erétil. Para o homem é muito ruim perder a potência. Isso funciona como um sinal de fraqueza no psicológico masculino, que quando você não trata no momento certo, pode virar uma bola de neve.

 

Muitos homens têm vergonha de falar sobre o assunto e recorrem a ajuda de substâncias que às vezes ao invés de tratar podem piorar a situação. Isso também pode interferir diretamente na relação do casal, o que gera ainda mais problemas.

 

Esse assunto é muito carregado de preconceito e mitos, pois na cultura do homem ele não pode nunca falhar nesse momento. Tem casos que levam até a depressão. Muitos sofrem com isso. Cerca de 10% dos homens têm total ausência de ereção e não procuram o médico especialista devido a vergonha.

 

A seguir você saberá mais sobre o que é impotência sexual e tirará suas dúvidas sobre esse tema que deixa o homem tão desapontado.

 

O que é impotência sexual?

 

A impotência sexual, ou o popular brochar, é a incapacidade de ter uma boa ereção do pênis no momento da relação sexual, impossibilitando desfrutar de um melhor proveito da relação. Isso até pode acontecer de vez em quando, mesmo sendo muito frustrante. Porém quando ocorre por mais vezes acende um sinal de alerta para observação, que sugere uma avaliação. 

 

Quais são as causas?

 

As principais causas de impotência sexual acontecem devido a entupimento das artérias que vão para o pênis, assim como alguma alteração nos nervos do pênis, baixa no nível dos hormônios ou alteração do estado psicológico.

 

Outros problemas sexuais, também podem estar associados e piorar ainda mais a qualidade da ereção, como ejaculação precoce e uma história de Doença de Peyronie.

 

Mas por que ocorre a impotência sexual?

 

É preciso entender que o pênis é como se fosse um grande vaso sanguíneo, onde chega mais sangue no momento da ereção. Assim quando esse vaso tem uma “ordem” vinda do cérebro para dilatar, ele fica mais cheio de sangue e desta forma ocorre a ereção. 

 

Quando esse vaso sanguíneo tem alguma obstrução, por exemplo por uma placa de gordura na artéria (conhecida como ateromatose), a quantidade de sangue que chega no pênis é menor, o que faz a ereção com menor rigidez ou não ereção. Esse tipo de problema normalmente não ocorre em pessoas mais jovens.   

 

Essa ordem que chega no vaso sanguíneo do pênis vem através de nervos que ligam o pênis ao cérebro. Enviando mensagens ou estímulos do pênis para o cérebro e do cérebro para o pênis. Exemplo: quando você tem relação sexual e alguém toca o seu pênis, nesse momento é enviado uma mensagem ao cérebro, que interpreta e responde através dos nervos, que levam uma ordem para o vaso sanguíneo do pênis dilatar e assim entrar mais sangue dentro deste vaso sanguíneo. 

 

Alterações nesses nervos podem deixar de levar a mensagem provocando a incapacidade do pênis ter ereção.

 

E a Testosterona?

 

Junto de todo esse processo os hormônios, principalmente a testosterona, ajudam na qualidade da ereção, elevando a libido, ou seja o desejo sexual, com melhor desempenho sexual e melhor qualidade da ereção. A queda da testosterona ocorre principalmente em pessoas de mais idade, porém a partir dos 40 anos, a tendência dos homens é cair 1% ao ano o nível de testosterona. Devendo ser avaliada caso paciente tenha sintomas de impotência sexual.

 

Outra questão que envolve a impotência sexual é o lado psicológico, principalmente a ansiedade, consciente ou inconsciente. Essa situação leva a um aumento de hormônio (adrenalina) que provoca contração dos vasos sanguíneos do pênis e que prejudica a manutenção da rigidez e turgor erétil.

 

Uma alteração nesse mecanismo pode levar a impotência sexual, o que deve ser identificado em alguma etapa desse processo e corrigido imediatamente. Já que em alguns casos isso pode ser irreversível.

 

Até agora você viu que as causas que levam à impotência sexual estão relacionadas com vasos sanguíneos, nervos, cérebro e hormônios, que formam uma verdadeira engrenagem.

 

Junto dessa engrenagem existem fatores que interferem nessa relação e que aumentam o risco de desenvolver a impotência sexual. Esses fatores são conhecidos como fatores de risco, que você verá a seguir.

 

Fatores de Risco 

 

Existem vários fatores de risco para a impotência sexual sexual, podendo potencializar a falha em todo mecanismo da ereção. Tais fatores são:

  • Consumo exagerado de bebida alcoólica;
  • Tabagismo;
  • Sedentarismo;
  • Alteração nos níveis de colesterol e triglicerídeo
  • Obesidade;
  • Estresse e ansiedade;
  • Algumas doenças (Diabetes, pressão alta, alterações na tireoide);
  • Algumas medicações, como para diabetes, pressão alta ou distúrbios psiquiátricos.
  • Envelhecimento.

 

Tratamento

 

O Tratamento da impotência sexual é baseado na causa ou nas causas que levam a não ereção. Existe o tratamento clínico e cirúrgico que vai depender de cada caso. Por isso é importante individualizar cada caso, para poder ter uma melhor resposta ao tratamento.  Podendo lançar mão de:

Psicoterapia;

Medicações orais (inibidores da fosfodiesterase tipo 5);

Medicação intracavernosa (injetada dentro do pênis);

Bomba de vácuo (baixa eficácia).

Para aqueles casos mais complexos existe a possibilidade do implante de prótese peniana.

A seguir veremos dicas para evitar a impotência sexual.

 

Sete dicas para ajudar evitar a impotência sexual é:

 

– Converse com sua parceira;

– Participe de atividades que promova o bem estar psíquico;

– Pratique atividade física;

– Mantenha o peso ideal para sua estatura;

– Prefira alimentos saudáveis, com menor taxa de sal;

– Evite o tabagismo e o abuso de bebida alcoólica;

– Faça acompanhamento com seu médico.

 

É muito importante individualizar cada caso e observar quais são os fatores de risco para o desenvolvimento da impotência sexual. Em muitos casos a impotência sexual é apenas a ponta do iceberg. Ou seja, existem mais problemas físicos e psicológicos envolvidos. Portanto procure um médico especialista no assunto, ou seja um urologista, que ele irá saber como resolver o seu problema.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima
× Como posso te ajudar?